O governo decidiu não reconduzir o conselho de Administração do Infarmed, liderado por Maria do Céu Machado, por mais três anos. A decisão terá sido tomada no último conselho de ministros, quando o nome da médica pediatra já tinha recebido luz verde da Cresap, adianta o jornal Sol.

O Conselho de Administração da Autoridade Nacional do Medicamento é constituído ainda pelo vice-presidente Rui Ivo e pela vogal Sofia Oliveira Martins.

Maria do Céu Machado criticou publicamente a intenção do governo de mudar o Infarmed para o Porto, anunciada em novembro de 2017. A mudança nunca chegou a ocorrer, tendo o governo revertido a decisão de transferir o organismo de Lisboa para o Porto em Setembro do ano passado.

O pedido de parecer sobre a recondução do actual conselho directivo do Infarmed foi enviado para a Cresap, que terá dado parecer favorável à recondução da equipa de Maria do Céu Machado. Contudo, este parecer não é vinculativo e, neste caso, o governo decidiu não seguir a recomendação dada pelo organismo responsável pelos procedimentos concursais para cargos de direção superior da administração pública.

Maria do Céu Machado foi nomeada em Maio de 2017 em substituição de Henrique Luz Rodrigues, que tinha atingido o limite de idade (70 anos). Antes de ir para o Infarmed, dirigiu o departamento de Pediatria do Hospital de Santa Maria e foi Alta Comissária para a Saúde e directora clínica do hospital de Amadora Sintra.

Saúde Online

ler mais