Sinais de icterícia sem dor: A icterícia traduz-se numa coloração amarelada dos olhos e pele, e pode ser causada por um tumor que esteja a bloquear o canal que drena a bílis proveniente do fígado.

Perda de peso sem razão aparente: o organismo passa a queimar mais calorias do que o habitual. Surge, normalmente, associada a uma perda de apetite.

Dor abdominal: Agrava-se, normalmente, depois das refeições ou quando está deitado e pode estender-se às costas, sendo que não desaparece quando muda de posição.

Aparecimento de diabetes de início recente: este cancro destrói as células pancreáticas que produzem a insulina, o que pode levar ao aparecimento de diabetes. Os sintomas incluem visão turva, fadiga extrema, feridas que demoram a cicratizar ou sensação de muita fome ou sede.

Dores nas costas: é o sintoma que leva a maior parte dos doentes a consultar o médico. As dores aparecem porque, muitas vezes, o tumor está localizado no corpo ou cauda do pâncreas, exercendo pressão nos nervos.

Diarreia: normalmente prolonga-se durante mais de dois dias. A partir de seis dejeções moles diárias deve marcar consulta o mais rapidamente possível.

Esteatorreia: provoca fezes com gordura e de cor clara. Pode ocorrer por consequência de obstrução do ducto biliar e dever-se a um tumor neoplástico no pâncreas.

Náuseas e enjoos: o tumor pode bloquear o ducto biliar ou pressionar o duodeno, o que vai obstruir a digestão ou provocar inflamação no pâncreas ou à sua volta.

Trombose venosa profunda: falta de ar ou dor podem ser provocadas por coágulos sanguíneos numa veia profunda, tais como as das pernas, pélvis, braços ou pulmões.

Depressão: pode ser um sintoma anterior ao diagnóstico.

ler mais