Em comunicado hoje divulgado, é explicado que o objetivo das UTA’s é assegurar a qualidade do ar interior através do controlo de “vários parâmetros relativos a partículas nocivas à saúde, fungos, bactérias, pó e compostos orgânicos voláteis”. As primeiras máquinas vão para a Índia a partir do final deste ano, naquele que é um investimento avaliado em mais de 2 milhões de euros.

“O nosso foco é melhorar a qualidade do ar interior com produtos capacitados para isso. As unidades de tratamento de ar são o core business da empresa e este negócio permite-nos ter a certeza que as nossas máquinas têm qualidade e cumprem todos os requisitos de um cliente bastante exigente, como é o caso” conclui Marco Lopes, CEO da empresa, citado na mesma nota.

As máquinas são desenhadas e concebidas com um propósito sustentável de conseguir atingir elevados rendimentos energéticos ao mesmo tempo que se mantém a qualidade do ar interior.

A Vieira&Lopes fabrica Unidades de Tratamento de Ar da marca OCRAMclima desde 2008, incluindo na sua rede de produtos duas gamas de máquinas para solucionar situações diferentes: gama MU com certificação Eurovent e a gama HMU para ambientes hospitalares certificadas pela ILH Berlim.

Saúde Online