A Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Setúbal (ESS/IPS) vai ser, entre os próximos dias 12 e 13 de outubro, a anfitriã do III Encontro Viver a Vida, promovido pela Amara – Associação pela Dignidade na Vida e na Morte. Este ano o tema abordado será “Voz aos cuidadores”, em consonância com a escolha da Worldwide Hospice Palliative Care Alliance (WHPCA) para 2018, no âmbito das comemorações do Dia Mundial dos Cuidados Paliativos.

Os dois dias de trabalhos, a decorrer no auditório nobre do IPS (edifício da ESCE/ESS), preveem um programa intenso que contempla intervenções de 30 oradores, vindos de 11 instituições, em torno de 24 temas e divididos por quatro painéis, e ainda a apresentação de quatro conferências, um testemunho e um filme.

Cuidados paliativos, cuidar no sofrimento e na doença e perante os desafios da vida são algumas das questões transversais ao encontro, destinado a doentes, familiares e cuidadores, profissionais de saúde, estudantes, voluntários e público em geral.

Segundo a Amara, pretende-se “criar um ambiente de partilha de experiências e conhecimento” e “um local seguro e amigo para todos, sobretudo pensando nas pessoas que têm perguntas que não conseguem fazer, mas para as quais precisam de respostas”. “Promover a cooperação entre as mais diversas equipas profissionais e instituições, sempre muito absorvidas pelo contante excesso de trabalho” é também objetivo do encontro, nesta edição que ruma até Setúbal.

O III Encontro Viver a Vida tem como parceiros na organização a Câmara Municipal de Setúbal, Setúbal Saudável – Gabinete de Saúde, Escola Superior de Saúde (ESS/IPS) e Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Setúbal, com o apoio do YMCA – Empowering Young People.