Om Rathore, investigador do Centro de Investigação em Biomedicina da UAlg, acaba de receber uma bolsa da Federação Europeia de Bioquímica, graças ao seu projeto Use of iCLIP to define the in vivo RNA binding sites of Salsa, que tem como objetivo compreender o processo de divisão celular da Drosophila, a mosca da fruta, e que inclui uma estadia no Laboratório de Biologia Molecular, em Mainz, na Alemanha.

Tratando-se de um organismo muito semelhante ao dos seres humanos, em termos genéticos, e constatando-se que muitos dos genes da mosca têm os seus homólogos nos genes humanos, o investigador debruçar-se-á sobre o estudo deste processo por forma a compreender qual a função da divisão celular no desenvolvimento de determinadas doenças.

Tendo em conta que 50% das doenças genéticas são causadas por “erros” no processo de divisão celular, o investigador tenta compreender de que modo se desenvolvem estas doenças, para que, com base neste conhecimento, se possa, no futuro, pensar o desenvolvimento de novos biomarcadores, de novas abordagens e de novas terapias.

COMUNICADO/SO