“Apps” que recolhem dados de saúde: O perigo da descontextualização clínica

Há cada vez mais aplicações e dispositivos ao dispor de todos para medir parâmetros como os batimentos cardíacos, a pressão arterial… Mas até que ponto é que o acesso excessivo a estas informações é benéfico? Não é opinião, é saúde baseada da evidência científica. Com António Vaz Carneiro, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.