Numa nota enviada às redações, a Administração Regional da Saúde do Norte referiu já ter sido publicado em Diário da República o despacho da secretária de Estado do Tesouro, que prevê a alocação de mais de 500 milhões de euros às diferentes unidades hospitalares.

Desta forma, os conselhos de administração vão poder saldar grande parte das suas dívidas – acumuladas durante anos -, prestarem mais e melhores cuidados aos cidadãos, requalificar ou ampliar as instalações e serviços e alocar novos recursos, esclareceu. Deste valor, são canalizados para os hospitais da região Norte 156 milhões de euros, acrescenta.

“De referir ainda que, estando em fase de avaliação vários projetos para a saúde na região Norte, é previsível que os mesmos venham a merecer da parte do Governo o financiamento respetivo”, frisou a ARS do Norte.

Segundo esta entidade, este esforço financeiro por parte do Governo de António Costa é a continuidade do que tem sido o investimento feito no Serviço Nacional de Saúde (SNS) como a construção de raiz de novas unidades de saúde, atribuição de novos equipamentos, alargamento da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados ou instalação nos Cuidados de Saúde Primários, pela primeira vez, da vertente de saúde oral.

LUSA/SO