A Médicos do Mundo (MdM), uma organização não-governamental e sem fins lucrativos, de carácter independente, que desenvolve projetos de cooperação para o desenvolvimento em saúde e ajuda humanitária em todo o mundo, prestando cuidados gratuitos de saúde a populações vulneráveis, está em Portugal há 18 anos.

A campanha “Aqui” via captar a atenção para a importância do trabalho que desenvolve em território português.

Para Rosa Pereira, diretora de Comunicação da Médicos do Mundo, “esta campanha é uma necessidade de alerta. Pretendemos que os portugueses saibam que ajudamos todos os dias em Portugal pessoas em situações muito difíceis”. E acrescenta “a intervenção em Portugal existe há 18 anos e tem um trabalho importante para prestar os cuidados de saúde gratuitos às populações vulneráveis e combater a sua discriminação”.

A Médicos do Mundo tem intervenção em Lisboa, no Porto, em Viseu e em Castanheira de Pera, implementando atualmente 13 projetos nacionais. “A sua intervenção é relevante e essencial para 4.000 pessoas vulneráveis que contam com o seu apoio.”

“”Aqui” expressa os valores da organização, tendo como pilar fundamental o valor da ‘proximidade’, alicerçado na ideia de ‘presença’ – que exprime que a MdM está no terreno, próxima das pessoas e a atuar onde é mais preciso”, refere Rosa Pereira.

A nova campanha da Médicos do Mundo prolonga-se pelos próximos meses, contando na sua inserção, com o apoio de vários meios de comunicação social nacionais e regionais.

A Médicos do Mundo tem mais de 37 anos de existência, está presente em 82 países e desenvolve 355 projetos. A delegação portuguesa, fundada em 1999, conta com 11 projetos que melhoram a vida de mais de 4.000 pessoas por ano.

 

Comunicado/SO