“Face à catástrofe que se abateu sobre o nosso país, com incêndios que devastaram uma área significativa do território, causando dezenas de mortos, O STSS decidiu cancelar o início da greve por tempo indeterminado prevista para dia 19 de outubro, dia em que Portugal estará ainda a cumprir luto nacional”, refere a estrutura, em comunicado.

O sindicato salienta que, apesar de alterar o calendário de greve, vai manter o protesto que está agendado para o dia 02 de novembro, com uma manifestação em frente ao Ministério da Saúde.

Os técnicos de diagnóstico e terapêutica, que já efetuaram dias de greves este mês, tinham previsto avançar com uma greve por tempo indeterminado, com o sindicato a exigir a reposição do acordo que os sindicalistas dizem ter sido “violado pelo Governo, em Conselho de Ministros”.

O presidente do sindicato disse, no parlamento, que tinha sido acordado entre sindicatos e Governo uma quota de 30% de lugares de topo de carreira para os profissionais de diagnóstico e terapêutica. Contudo, em Conselho de Ministros, essa quota foi diminuída para 15%.

Lusa/SO/SP