Na verdade, o som faz parte da vida – está presente em qualquer lugar e permite uma
facilidade na comunicação pessoal. Mas será que existe uma consciência para os vários tipos de ruídos existentes e que a maioria deles são prejudiciais? De facto, estima-se que cerca de 60% dos portugueses viva com níveis de ruído acima do recomendado, contribuindo para que quase um milhão de pessoas tenha problemas de audição.

Consciente desta realidade, a GAES – Centros Auditivos assinala o Dia Internacional da Consciencialização para o Ruído, instituído com o objetivo de alertar a população para os perigos do ruído e da poluição sonora, numa ação “STOP RUÍDO”.

Conhecido pela sua personalidade muito peculiar, um mimo usará um sonómetro para medir o som e demonstrar o impacto do ruído da rua a todos os transeuntes, enquanto oferece protetores auditivos, convidando a uma avaliação auditiva gratuita no Centro Auditivo GAES.

Sobre a iniciativa, Dulce Martins Paiva, directora-geral da GAES em Portugal, explica: “O nosso trabalho não passa apenas por recordar a importância de efetuar exames auditivos. É igualmente da nossa responsabilidade alertar sobre o que são e o que não são ruídos perigosos para a nossa saúde auditiva. É urgente despertar a população para uma devida proteção auditiva de forma a combater este factor de risco”.

 

Comunicado de Imprensa/SO/SF