Das atividades comemorativas farão parte: torneio de futsal (dinamizado pela Escola de Futsal da Mealhada – Escola de Modalidades do SL Benfica), jogo de hóquei (Hóquei Clube de Mealhada – HCM), demonstrações de kickboxing (Atlético Clube de Luso), patinagem artística e karaté (HCM), a decorrer no Pavilhão Municipal de Luso; uma caminhada, corrida e cicloturismo (DCI/CCDR Pedrulha) pela Vila de Luso, uma aula de zumba (Living Place) e um circuito de treinos funcionais que terão lugar no Parque do Lago, junto ao Pav. Municipal. O dia vai acabar em beleza com um “jogo de estrelas” entre jogadores das Escolas de Futsal do SL Benfica e do Sporting Club de Braga.

O evento, organizado pela Associação Portuguesa de Hipertensão Pulmonar (APHP) em colaboração com a Escola de Fustal da Mealhada, irá contar com o apoio da Câmara Municipal de Mealhada e terá como objetivo assinalar o Dia Mundial da HP, uma doença rara e mortal que afeta os pulmões e o coração.

Um dos sintomas mais debilitantes da HP e o que melhor caracteriza esta doença é a falta de ar, o que dificulta muito a realização de tarefas diárias tão simples como caminhar pequenas distâncias ou subir escadas. Todos os anos, no âmbito do Dia Mundial da HP, A APHP organiza atividades desportivas para que os participantes (que são pessoas comuns, saudáveis) se cansem, que percam o fôlego, para que se sintam como um doente de HP se sente habitualmente: cansado, com falta de ar.

Em Portugal existem cerca de 300 doentes diagnosticados com a doença, que afeta milhares de pessoas em todo o mundo. A APHP acredita que estejam dezenas de casos por diagnosticar, dado que é uma condição que reúne vários sintomas inespecíficos e que tornam o diagnóstico muito difícil. É uma doença que afeta pessoas de todas as raças e idades e que, e não for tratada, a taxa de mortalidade pode ser superior a alguns cancros, como o da mama ou o colo-retal. Esta doença grave e progressiva pode dificultar as tarefas do dia-a-dia e ter um impacto muito grande na qualidade de vida dos doentes. Existem 5 tipos de HP e cada um afeta de forma diferente os doentes, uma vez que existem várias causas da doença e diferentes formas desta se expressar. Não há cura para esta doença, mas existem várias opções de tratamento que ajudam a controlar a doença: fármacos, terapia com oxigénio e transplante de pulmões (nos casos mais graves).

Com o apoio:

Logo APHP

Comunicado de Imprensa/SO/SF